• Séries

    SÉRIES

  • Comportamento

    COMPORTAMENTO

  • Mercado

    MERCADO

Design que transforma – Ladies, Wine and Design

Começamos a segunda temporada de encontros do Ladies, Wine and Design de um jeito que a gente adora: falando de mudança.

O primeiro evento foi sobre Design que Transforma, tendo como convidada a designer e diretora da agência CDA Design, Daniela Nunes. Para entrarmos no clima, fomos recebidas pela Dani na área externa da sede da empresa com direito a barulhinho de chuva.

Tornando nosso encontro ainda mais delicioso, contamos com parceiros locais. Para relaxarmos depois de um dia de trabalho, a Casa Perini nos enviou um cabernet sauvignon do projeto da marca chamada Solidário, onde parte da arrecadação é doada para o IMAMA e a Federação Brasileira de Hemofilia.

Como não se faz um encontro só com vinho, estávamos em ótima companhia com as empanadas vegetarianas do Yami Café, uma cafeteria vizinha do Bom Fim e que é um ótimo lugar para trabalhar. Para adoçar a noite, contamos com os mini brownies da By Aura, que trabalha com o chamado “soft brownies”. Podemos confirmar que eles eram realmente fofos e deliciosos!

Nossa conversa começou com a apresentação da Daniela, nos contando um pouco do seu caminho profissional, especialmente através da criação da CDA há 24 anos atrás. Uma curiosidade sobre a agência: ela começou com dois casais de namorados que queriam fazer diferente dentro do universo do design, sendo um deles a Dani e o Átila, casados e trabalhando juntos até hoje. Comentamos que essa era pauta para outra noite, pois há muito o que se falar quando sócio e marido são a mesma pessoa.

Entrando no nosso tema, Design que Transforma, a Dani iniciou falando sobre seu olhar positivo para com a vida, buscando sempre formas de melhorar a realidade. Nos trouxe alguns dados históricos sobre a evolução da humanidade e como grandes feitos tiveram a influência de corporações.

Através da experiência que possui em branding, somada à possibilidade de conhecer mais a história de seus clientes, Dani busca cruzar o momento atual ao propósito da marca. Foi surpreendente ver o trabalho realizado pela CDA, especialmente com clientes mais convencionais, onde muitas vezes se pensa não haver espaço para transformar de dentro para fora.

Por outro lado, esse foi um dos encontros do Ladies que mais geraram dúvidas e questões sobre o mundo do design. Falando sobre sustentabilidade, como fica esse braço do mercado criativo que tem como um dos seus pontos fortes o desenvolvimento de produtos? A Dani avisou que iria compartilhar várias de suas incertezas e que nenhuma delas havia respostas prontas.

Segundo as informações que ela compartilhou, consumimos 30% a mais do que o planeta dispõe. A vida está se tornando cada vez mais imprópria para muitos seres na terra. E nós, seres humanos, o que estamos fazendo para mudar essa realidade?

Para refletirmos melhor sobre tudo isso, a Dani trouxe a relação entre ecologia x economia, que é implementada pelo capitalismo. A palavra ecologia vem de “eco” = casa e “logia” = conhecimento. Em economia, “nomia” significa gerenciamento.

Partindo desse olhar, percebemos que, na verdade, as duas ciências estão mais conectadas do que imaginamos. Porém, como por muitos anos o homem se focou em obter lucro em um curto prazo, o tempo que se precisava para conhecer o meio ambiente e ver a melhor forma de interagir com ele foi deixado de lado. E agora nos encontramos com uma dívida enorme.

Como podemos equilibrar essa relação entre o homem e a natureza?

Uma das formas seria gerenciando melhor nossas matérias primas, indo atrás da fusão entre ecologia + economia. Precisamos de conhecimento para gerenciar qualquer negócio.

Pensando no tempo em que a sabedoria leva para chegar às pessoas, Dani entrou rapidamente no tema da maternidade e em como os filhos também ensinam os pais. Um exemplo prático aplicado há 15 anos atrás: o brasileiro não costumava separar o lixo. Com os filhos na escola, as pautas sobre sustentabilidade já eram ensinadas e reproduzidas em muitas casas – algo que aconteceu no lar da nossa convidada.

“As novas gerações tem mais consciência, o que se reflete no consumo. Dispostos a pagar mais por produtos que conversam com seus valores, os jovens ensinam seus pais sobre o que e como comprar” – afirma Daniela.

A partir da sua experiência com marcas que estavam abertas a se reconectarem com seus propósitos, Dani considera o papel importante do branding sustentável na motivação tanto dos donos quanto dos funcionários. Dentro desse universo, o design possui o papel fundamental de interpretar e tangibilizar esse posicionamento.

Trazendo um pouco para a realidade do mercado gaúcho, percebe-se um esforço enorme na hora de investir em máquinas e uma atenção muito menor quando o assunto é branding e embalagens. Consideramos importante que as pessoas percebam o potencial do design em transformar e movimentar revoluções.

Outro ponto importante é reconhecermos as profissionais que trabalham localmente. Em muitos casos, quando as marcas percebem a importância do design, elas buscam por nomes fora do estado. Dentro do Ladies, nós reconhecemos o quão primordial é fomentar os negócios e as mulheres que realizam em Porto Alegre. Mesmo que em alguns momentos possa parecer mais fácil acionar alguém fora daqui, se não estimularmos os serviços da cidade a nossa economia não irá crescer.

E se você está precisando de alguma recomendação ou não conhece nenhuma designer na cidade, no nosso site listamos todas as profissionais que já passaram pelos nossos encontros. Opções não faltam.

Fechando nossa conversa, trocamos algumas referências de marcas, projetos, livros e documentários que de alguma forma nos tocaram nos últimos tempos e estão relacionados ao tema de transformações, sustentabilidade, capitalismo e diversidade:

1. The Upcycle: Beyond Sustainability – Designing for Abundance

2. Documentário da Netflix – Dirty Money

3. A marca Patagônia e seu marketing sustentável

4. The Global Goals – ONU

5. Documentário da Netflix- O Invasor Americano

6. Livro da Djamila Ribeiro – O que é lugar de fala?

7. Projeto Mulher em Construção

8. Livro de E. F. Schumacher – Small Is Beautiful

9. Indique uma mina – rede de indicação para trabalho entre mulheres

Achou nosso encontro interessante e gostaria de saber como participar dos próximos? Estas e outras informações estão disponíveis no nosso Instagram – @lwd.poa.

Esperamos te encontrar!

 


Se você quiser mais informações sobre este tema, podemos conversar por email -